Ícone para Corpo Docente

Corpo Docente

Coordenador

Prof. Dr. Seiji Isotani

Seiji Isotani é Professor Titular (MS-6) junto ao Departamento de Sistemas de Computação do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (ICMC-USP). Possui Bacharelado e Mestrado em Ciência da Computação pelo IME-USP. Fez especialização em Aprendizagem Colaborativa e Engenharia de Ontologias. E concluiu seu doutorado em Engenharia da Informação na Osaka University (Japão). Realizou seu Pós-Doutorado em Ciências Cognitivas na Carnegie Mellon University (EUA) onde foi contratado e permaneceu no quadro docente (Faculty) até 2011. É fundador e atual co-coordenador do Laboratório de Computação Aplicada à Educação e Tecnologia Social Avançada (CAEd), registrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPq. É também co-fundador de duas empresas de base tecnológica (startups), sendo uma na área de tecnologias educacionais e outra na área de tecnologias semânticas, ambas premiadas em diferentes oportunidades pela produção e aplicação de inovações tecnológicas no setor. Tem realizado pesquisas sobre os seguintes temas: Inteligência Artificial na Educação, Sistemas Tutores Inteligentes, Aprendizagem Colaborativa com Suporte Computacional (CSCL), Gamificação, Engenharia de Ontologias e Dados Abertos Conectados (linked open data). Coordenou mais de 20 Projetos de Pesquisa, Ensino e Extensão, com equipes internacionais e multidisciplinares apoiados por agências de fomento e outras entidades como o CNPq, FAPESP, NIC.br, USP, MEC, Santander, além de outras. Publicou mais de uma centena de artigos científicos, possui mais de 3000 citações e, de acordo com o Google Scholar, está na lista dos 30 pesquisadores mais citados em suas áreas de atuação. Recebeu diversos prêmios em sua carreira de entidades como a SBC, IBM, ACM, IEEE, dentre outras. Atua como Membro do Comitê de periódicos e eventos científicos nacionais e internacionais, além de ser sistematicamente convidado como palestrante (keynote speaker) de eventos científicos e de divulgação científica. Foi Editor Chefe da Revista Brasileira de Informática na Educação (RBIE), Editor Associado da IEEE Transactions on Learning Technologies, Membro do Conselho Municipal da Secretaria da Educação do Município de São Carlos, Membro da Comissão Especial de Informática na Educação (CEIE-SBC) e Representante Brasileiro no Technical Committee on Education (TC3) da IFIP. Atuou como Professor Visitante em diferentes instituições estrangeiras no Japão, Espanha e China. Atualmente, trabalha em parceria com o Ministério de Educação na concepção de Políticas de Tecnologias Educacionais baseadas em Evidências, é ACM Distinguished Speaker, IEEE Senior Member, Editor Associado da Frontiers in Artificial Intelligence, bolsista produtividade do CNPq e membro do Comitê Gestor da Rede de Inovação para a Educação Brasileira.

Lattes

Vice-Coordenadora

Profa. Dra. Ellen Francine Barbosa

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 1995. Mestre em Ciência da Computação e Matemática Computacional pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC-USP) em 1998. Doutora em Ciência da Computação e Matemática Computacional pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC-USP) em 2004. Realizou estágios na Georgia Institute of Technology, em 2002, e na University of Florida, em 2003. Atualmente é Professora Associada do Departamento de Sistemas de Computação do ICMC-USP, onde atua como docente desde 2005. É coordenadora do curso de Bacharelado em Sistemas de Informação desde 2016. Foi coordenadora do Programa de Mestrado Profissional em Matemática, Estatística e Computação Aplicadas à Indústria (MECAI), no período de 2016 a 2017. Também foi coordenadora do Laboratório de Engenharia de Software (LabES) no período de 2008 a 2011. É fundadora e atual coordenadora do Laboratório de Computação Aplicada à Educação e Tecnologia Social Avançada (CAEd). Entre seus interesses de pesquisa destacam-se os temas relacionados a: (i) Computação Aplicada à Educação (Recursos Educacionais Abertos, Aprendizagem Móvel e a Distância, Mineração de Dados Educacionais, Ambientes Virtuais de Aprendizagem); (ii) Engenharia de Software (Qualidade de Software, Teste de Software, Engenharia de Software Experimental, Linha de Produtos de Software, Arquiteturas de Referência, Usabilidade e Acessibilidade); e (iii) Empreendedorismo e Inovação.

Lattes

Professores

Prof. Dr. Romero Tori

Romero Tori é engenheiro, doutor e livre-docente pela USP. Atualmente é Professor Associado 3 da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), onde coordena o Interlab - Laboratório de Tecnologias Interativas da USP e desenvolve pesquisas de realidade virtual e aumentada aplicadas à educação e à saúde.Foi coordenador institucional do programa de iniciação tecnológica e inovação (PIBITI/CNPq) do Centro Universitário Senac. Foi presidente da Comissão Especial de Realidade Virtual da Sociedade Brasileira de Computação - SBC (2007-2008). Foi membro do Conselho Deliberativo da Escola do Futuro da USP, desde 1993, quando de sua instituição como Núcleo de Apoio à Pesquisa (NAP) junto à Pró-reitoria de Pesquisa da USP, até 2014, quando encerrou suas atividades como núcleo de pesquisa. Participou da organização de diversos eventos científicos, tendo sido, entre outros, general chair do SVR 2004 (Symposium on Virtual and Augmented Reality), Program Chair do SVR 2007 e do SBGames 2005, General Vice-chair do SVR 2008, e Presidente do Comitê Científico do P & D Design 2008, co-chair do CIDI/INFODESIGN/CONGIC 2009 e chair do WEPG/SIBGRAPI 2009.Coordenou os Pré-Simpósios do SVR 2017 e do SVR 2018. Membro da Comissão Organizadora do SVR 2015, SVR 2016, SVR 2017 e SVR2018. Autor do livro "Educação Sem Distância" (Editora Senac, 2010) e autor / co-autor de diversos livros e capítulos de livro. Coordenou, de 2007 a 2010, projeto de pesquisa financiado pela FAPESP dentro do programa TIDIA-Ae (Aprendizagem Eletrônica na Internet Avançada). Participou de 2009 a2015 do Projeto INCT-MACC (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia - Medicina Assistida por Computação Científica), aprovado no Edital Nº 15/2008 do MCT, CNPq, FNDCT, CAPES, FAPEMIG, FAPERJ e FAPESP. Participou do projeto e-Mundus sobre conteúdos educacionais abertos, com a Comunidade Européia. Coordenou o Projeto VIDA Odonto (simulador em realidade virtual para treinamento de anestesia odontológica) financiado pela FAPESP e em parceria com Faculdade de Odontologia da USP Bauru (FOB-USP) e EACH USP. Coordena o desenvolvimento do ambiente VIDA Enfermagem (simulador em realidade virtual para treinamento de coleta sanguínea) em parceria com Escola de Enfermagem da USP Ribeirão Preto. Foi editor da Revista científica "Iniciação" de 2013 a 2016 e membro de comitês de vários periódicos e eventos científicos. Os termos mais freqüentes na contextualização de sua produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Computação Gráfica, Design, Realidade Virtual, Multimídia, Hipermídia, Educação Virtual Interativa, Educação, Tecnologia Educacional, Educação a Distância e Computer games. Criador e curador do blog "Educação sem Distância" (http://romerotori.org).

Lattes

Prof. Dr. Ig Ibert Bittencourt Santana Pinto

Ig Ibert Bittencourt é casado, pai de Davi Gabriel e Sofia Carina, Professor Associado do Instituto de Computação da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), bolsista do CNPq DT-1D e membro do Comitê de Assessoramento de Bolsas de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (CA-DT). Em 2009, recebeu o título de Doutor pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e em 2013 fez Pós-Doutorado na Universidade Estatual de Campinas (UNICAMP). Durante o Doutorado, propôs um modelo teórico e computacional para a construção de Sistemas Educacionais baseados na Web Semântica. Sua carreira de pesquisador tem sido dedicada à área de Inteligências Artificial na Educação, investigando a concepção, desenvolvimento e experimentação de tecnologias educacionais. Em particular, tem investigado Sistemas Tutores Inteligentes Gamificados, observando a construção (ontologias e autoria), o uso (educação básica) e o impacto (mediadores psicológicos, experiência ótima e aprendizagem). À medida que a pesquisa se tornou mais robusta, Ig Bittencourt percebeu a necessidade de aprofundamento nas teorias da psicologia, onde em 2017 iniciou o Curso de Graduação em Psicologia pela UFAL. Ig Ibert Bittencourt tem como grande desafio de pesquisa: 'Como o design e uso de Sistemas Educacionais Inteligentes podem levar a uma Experiência Ótima de Aprendizagem?'. Foi pesquisador visitante em diferentes países (como Japão, Canadá, Alemanha e Brasil) e atualmente da Universidade Normal da China (2019 - 2021), considerada a melhor universidade da China para Formação de Professores. Ig foi Co-Diretor do Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais (2011 - 2017), Vice-Presidente (2012 - 2015) e Presidente (2016 - 2017) da Comissão Especial de Informática na Educação, Representante Consultivo da UFAL no W3C (2013 -2017), Representante da SBC do TC on Education - TC 3 da International Federation For Information Processing - IFIP (2016 - 2017). Atualmente, é Membro do Comitê Gestor da Rede de Inovação para Educação Brasileira - Rede IEB (desde 2016), da Sociedade Brasileira de Computação (desde 2005), da Association for Computing Machinery - ACM (desde 2009), da Institute of Electrical and Electronics Engineers - IEEE (desde 2009) e da Sociedade de Inteligência Artificial na Educação (desde 2016). Além disso, já organizou mais de 20 eventos nacionais e internacionais, sendo um dos criadores do primeiro evento brasileiro de Web Semântica na Educação. Foi ainda o vencedor para Co-Organizar o Bragfost (Brazilian-German Frontiers of Science and Technology Symposium) para os anos de 2020 (Brasil) e 2021 (Alemanha), iniciativa da CAPES e Alexander von Humboldt Foundation. Ig Ibert é revisor dos mais importantes periódicos e conferências de tecnologias educacionais do mundo, foi editor da Revista Brasileira de Informática na Educação (2009 - 2012) e atualmente é editor da Revista IEEE Transactions on Learning Technologies (considerada umas das 5 melhores revistas de Tecnologias Educacionais do mundo). Em 2019, Ig Bittencourt e outros pesquisadores fundaram a Academia Brasileira de Tecnologias Educacionais (ABTE), onde Ig é o presidente do Conselho Acadêmico. Atualmente, Ig Bittencourt atua em parceria com o Ministério de Educação na concepção de Políticas de Tecnologias Educacionais baseadas em Evidências. Por fim, é co-fundador de várias spin-offs, sendo duas premiadas: i) eyeduc (antiga MeuTutor), que é uma empresa do ramo de tecnologias educacionais (aproximadamente 100 mil alunos já usaram) e foi considerada em 2015 como a empresa educacional mais inovadora no Brasil, pela RioInfo; ii) Linked Knowledge, empresa do ramo de tecnologias semânticas, premiada com uma das empresas mais inovadoras de Alagoas. Ig Ibert Bittencourt acredita no empreendedorismo social inovador como um modelo sustentável para promover o desenvolvimento social e econômico da humanidade.

Lattes

Profa. Dra. Patricia Augustin Jaques Maillard

Patrícia Jaques Maillard é bolsista de produtividade tecnológica (nível 2) do CNPq. Doutora em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com estágio de doutorado no Laboratório de Informática de Grenoble, na França. Realizou pós-doutorado na Carnegie Mellon em 2012, no Human Computer Interaction Institute. Atualmente é professora e pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada (PPGCA) na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), onde orienta alunos de mestrado, doutorado, trabalho de conclusão e iniciação científica. Atua na área de Ciência da Computação, com ênfase em Inteligência Artificial aplicada à Educação. Publicou diversos artigos em periódicos especializados e vários trabalhos em anais de eventos, além de editar livros e escrever capítulos de livros voltados ao tema de Inteligência Artificial aplicada à Educação e Informática na Educação. Recebeu dois prêmios de melhor artigo de conferência, sendo a apresentadora: (1) na conferência internacional IBERAMIA 2004 e (2) no SBIE 2008. Foi orientadora dos seguintes trabalhos premiados: (2) Prêmio ASSESPRO de melhor TCC do curso de Sistemas de Informação, 2017/2; (1) Prêmio Assespro de melhor TCC 2016/1 no curso de Análise; (2) dissertação de mestrado de Henrique Seffrin, que ganhou o terceiro lugar no Concurso de Dissertações de Mestrado em Informática na Educação (CTD-IE) do IV CBIE 2015; (3) trabalho de Conclusão de Graduação de Fábio Alves, que ganhou o primeiro lugar no concurso de TCCs do CBIE 2014; (4) dissertação de mestrado de Tiago Kautzmann, que ganhou o segundo lugar no Concurso de Dissertações de Mestrado em Informática na Educação (CTD-IE) do V CBIE 2016. Foi Coordenadora do Comitê de Programa do CSBC-WIE 2010, chair da Trilha de Inteligência Artificial do SBIE-WIE 2011 e coordenadora geral do DesafIE 2016. A profa. Patrícia também foi avaliadora externa da Agência Nacional de Pesquisa da França e faz parte do Editorial Board do Springer Journal on Multimodal User Interfaces e da Revista Brasileira de Informática na Educação (RBIE), além de participar do comitê de programa de várias conferências nacionais e internacionais renomadas em Informática na Educação, Inteligência Artificial e Computação Afetiva (tais como ITS, ACII, SBIE, SBIA, etc). Foi membro da Comissão Especial de Informática na Educação do SBC nos anos de 2011, 2012, 2015, 2016 e 2017. Patricia foi coordenadora do projeto CAPES/COFECUB PRAIA (2006-2010), coordenadora do lado brasileiro do projeto STIC-AMSUD ACAI (2011-2012) e é coordenadora internacional de projeto STIC-AMSUD Empatia em andamento (2018-2019). Atua na área de Ciência da Computação, com ênfase em Inteligência Artificial aplicada a Educação.

Lattes

Profa. Dra. Deborah Viviane Ferrari

Graduada em Fonoaudiologia pela Faculdade de Odontologia de Bauru - Universidade de São Paulo (1995). Mestre em Distúrbios da Comunicação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999). Doutora em Neurociências e Comportamento pelo Instituto de Psicologia - Universidade de São Paulo (2003). Bolsista do CNPq Doutorado Sanduiche - Department of Communication Disorders, University of Minnesotta - EUA (2001-2002). Livre docente em Fonoaudiologia - Faculdade de Odontologia de Bauru - USP (2014). Foi docente do Curso de Fonoaudiologia da Universidade Paulista (1997-2003). Atuou como Fonoaudióloga Pesquisadora do Centro de Pesquisas Audiológicas - Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais USP de 1996 a 2006. É docente do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru USP desde 2002. É orientadora cadastrada no Programa de Pós Graduação em Fonoaudiologia - Mestrado e Doutorado da FOB - USP. Coordenadora do Setor de Tecnologia Educacional da FOB-USP. Presidente da Comissão de Relações Internacionais - FOB/USP. Membro suplente do Conselho Deliberativo do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais/USP. Membro do Conselho Consultivo do Ida Institute (Dinamarca). Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em Audiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: dispositivos eletrönicos aplicados à surdez, telessaúde, educação a distância.

Lattes

Prof. Dr. Sérgio Ricardo Muniz

Formado pela Universidade de São Paulo (USP), no Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Realizou pós-doutorado nos EUA, no Georgia Institute of Technology (Georgia-Tech), em Atlanta, GA (2004-2007), e no National Institute of Technology (NIST), em Gaithersburg, MD (2007-2010), numa posição no Joint Quantum Institute (JQI) e na Universidade de Maryland, trabalhando no grupo do prof. William D. Phillips, co-ganhador do prêmio Nobel de física em 1997. Durante o doutorado trabalhou com os professores Eric Cornell e Carl Wieman, co-ganhadores do Nobel de Física de 2001, na Universidade do Colorado em Boulder. Atualmente é docente da Universidade de São Paulo, no IFSC-USP. Sua atuação profissional inclue pesquisas nas áreas de Óptica, Física Atômica (gases ultrafrios e matéria quântica) e principalmente Tecnologias Quânticas (centros NV em diamante e pinças ópticas). Além da pesquisa fundamental e aplicada, faz também pesquisas e atua em Educação de Ciências e Ensino de Física, e contribui para divulgação e difusão da Ciência para público geral, especialmente estudantes do Ensino Médio e Fundamental.

Lattes

Profa. Me. Denise Casatti

Denise Casatti é doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de São Carlos. É mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2006) e formada em jornalismo pela mesma instituição (1997). Atualmente, desenvolve estudos no campo da psicologia cognitiva, com foco na relação entre metacognição, criatividade e comunicação. Desde junho de 2013, trabalha como analista de comunicação no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. Suas reportagens na área de jornalismo científico têm sido publicadas no site do ICMC e do Jornal da USP, bem como replicadas em diversos veículos de comunicação do país. Foi a responsável por trazer o festival de comunicação Pint of Science ao Brasil, em 2015. Atuou como professora universitária na Universidade Paulista, de 2006 a 2012, ministrando aulas para alunos de graduação em disciplinas nas áreas de jornalismo e comunicação, tais como livro-reportagem, jornalismo literário, jornalismo especializado, interpretação e produção de textos. Também ministrou aulas para alunos de pós-graduação na Academia Brasileira de Jornalismo Literário (ABJL) entre 2006 e 2010. Profissionalmente, já trabalhou na Investe São Paulo, no Jornal Valor Econômico, na Editora Gente e em empresas de comunicação empresarial, atuando na produção de textos para livros, campanhas institucionais, jornais e revistas em diversas áreas (economia, comportamento, terceiro setor, educação).

Lattes

Tutores

Além dos docentes principais do curso, teremos um grande número de tutores que irão contribuir para apoiar todas as atividades do curso.